Av. Álvares Cabral, 414 - Centro - Belo Horizonte 30170-000 - MG - Brasil Tel: 55 31 3218 2400

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
 
Parque do Paranoá

Um Parque deve conter a expressão abstrata de um desenho icônico, desenho capaz de se representar a si mesmo, de se referir a si mesmo de uma forma quase independente, autônoma da realidade onde ele deve se integrar.

Esse desenho tem que ser capaz de representar o próprio Parque, de o identificar, de o transformar num logotipo e, sobretudo, como um sinal.

Mas o Parque Paranoá deve ser, também, a referência. Deve assumir-se como o exemplo de que essa condição icônica não significa que o espaço resultante desse desenho - do processo construtivo relacionado com a sua inscrição -  não seja um espaço humano e amável, eficaz na demonstração da possibilidade de fazer conviver harmoniosamente habitantes muito diversos.

Pedimos atenção ao traçado dos caminhos: ao mesmo tempo que produz um sinal inconfundivelmente identificador do Parque, um sinal que o representa e anuncia; esse traçado resulta na verdade de uma relação entre os fluxos de pedestres. Mas com as suas limitações, com os seus requisitos de ligações funcionais e a topografia do sítio. Da mesma forma, a variação de espessura e de expressão desses caminhos - um contínuo pulsar ao longo do seu desenvolvimento longitudinal - justifica-se pela relação entre essas características e entre a dimensão transversal, e a resultante capacidade para recolher água das chuvas e encaminhá-las para avalamentos laterais de absorção e retenção.

 

A forma e o desenho do Parque emergem do próprio sítio e do seu funcionamento; e com ele se confundem.

Esta relação íntima, fundida, constitui poderoso veículo para comunicar o Parque, para o apresentar, para o referenciar enquanto entidade de paisagem e de urbanidade. A referência enquanto corpo organizado, como uma identidade positiva e forte, intrinsecamente conectada com o lugar e a sua gente. Este feliz acontecimento -  o Projeto-Logotipo - em que desenho e sítio se fundem numa única coisa, deverá ser eleito como base da comunicação do Parque e da interlocução do Parque com a comunidade e o mundo, na construção de um merchandising potente e de grande eficácia.

Arquitetura

Gustavo Penna e equipe.

Gestão e Planejamento

Rísia Botrel

Local

Parque do Paranoá - Distrito Federal 

Dados Técnicos
Ano do projeto: 2012

 

Imagens 
Casa Digital

 

Mostrar Mais