Fumaça


Que dor, que tristeza. A destruição do Museu Nacional foi um corte profundo na memória, no coração, na alma do nosso país. A história é nossa identidade, é onde nos reconhecemos como indivíduos, organização ou nação, uma matéria-prima valiosa para a construção de qualquer projeto, de qualquer sentido. Não consigo deixar de me sentir cinza.