Complexo Mineirão-Mineirinho passa por reformas para sediar a Copa 2014

Diferentemente de todos os estádios brasileiros já construídos, o Complexo Mineirão está situado numa região que dispõe de fartas áreas livres para abrigar todas as funções esportivas e complementares, exigidas tanto para sediar a Copa de 2014, quanto para garantir a sustentabilidade econômica e social do Conjunto após o evento. O objetivo é criar um equipamento que instrumentalizará a vida da região e da cidade, complementando as funções demandadas pela população. Será transformado em um centro de atividades esportivas, contemporâneo em tecnologia e sustentabilidade, sintonizado com o conceito da Copa Verde. Conjugando várias funções afins: esporte, lazer, entretenimento e cultura, será o e

Casa Amendoeiras na revista AU deste mês

TELA EM BRANCO Formato em L possibilitou a distribuição racional de ambientes sociais e íntimos dessa residência. No centro, o pátio ajardinado serve de área de lazer. O olhar longínquo identifica um recorte na natureza; a proximidade traz a imagem de uma casa ampla, confortável, de geometria rigorosa. São marcas próprias do arquiteto Gustavo Penna que, sempre coerente a seus princípios, projetou essa residência no condomínio Estância das Amendoeiras, em Lagoa Santa, MG, de acordo com seu modo de pensar a vida. “A casa é como uma tela em branco para ser preenchida pelas pessoas”, diz. Na entrada, um pórtico monumental anuncia que ali reina o sossego e o prazer de conviver com a natureza. O t

Varandão do Parque Municipal de Belo Horizonte

O Parque Municipal Américo Renê Gianetti foi a primeira área de lazer da cidade de Belo Horizonte, inaugurado em 1897, na antiga Chácara do Sapo. O local recebe diversos eventos culturais e de lazer que acontecem espalhados pelo Parque, sem infra-estrutura apropriada e que causam degradação de seus espaços. Dessa forma, um dos principais objetivos do empreendimento é a criação de um espaço multiuso que abrigue diversas manifestações de forma eficiente e segura, sem agredir o entorno e sem perturbar a vizinhança. Além disso, pretende-se a criação de um Centro de Memória do Parque Municipal, com o objetivo de sistematizar e socializar o acervo referente a historia do Parque e da cidade de Belo

Monumento à amizade e suas metáforas

O museu a céu aberto celebra a amizade entre o Japão e o estado de Minas Gerais e o que essa relação foi capaz de construir de concreto e de imaterial. O projeto é uma ponte sobre um lago. A ponte liga metaforicamente territórios, tempos, idéias e ideais. O lago é como o mar entre as nações, e, também, aquele dos desafios, das conquistas, dos tempos vividos. As ações e obras se tornam visíveis por meio de datas marcantes que emergem à flor da água, e os espaços submersos representam as regiões do inconsciente do sentimento e da memória. O percurso parte do Japão simbólico plantado de cerejeiras para a Minas dos Ipês-Brancos. Celebrando o Japão e Minas, foram ainda dispostas a cada lado, pare

Casa Neves

A casa é para gente que gosta de música, cozinha, meditação, estar com os amigos, tudo generosamente No topo do mundo a casa se abre para o norte, sul, leste, oeste. Frente e fundo são, por isso, tratados da mesma forma. Perspectivas variadas e longínquas, espaços únicos unindo diferentes naturezas. A idéia é deixar o vento correr e a luz desenhar os volumes, num processo dinâmico surpreendente. A curva da cobertura quer ser amiga das nuvens e da lua, um festejo suave.

Richard Meier na GPA&A

O arquiteto Richard Meier, conhecido internacionalmente por sua linguagem arquitêtonica moderna, esteve no nosso escritório, no dia 6 de outubro. O americano pretende oficializar parcerias e novos negócios no Brasil. Na ocasião, Meier foi acompanhado de Robson Zanetti, vice-presidente da Galeria Sothebys International Realty, de Nova Iorque. Durante a reunião, apresentamos algumas de nossas mais expressivas obras no Brasil e no exterior. Após a apresentação da estratégia da parceria, o arquiteto reforçou seu interesse em realizar projetos no país, em parceria com o nosso escritório. Richard Meier é o criador de importantes projetos como o da Câmara Municipal de Haia, na Holanda; a Igreja do

Gustavo Penna é finalista, pela segunda vez consecutiva, do World Architecture Festival

A Casa dos Lincoln (Manacás) possui 840m² de área construída e foi concluída em dezembro de 2009. A obra está a 1.200 metros de altitude e destaca-se pela interação com a natureza. Os espaços de convivência se articulam em um espaço aconchegante e as funções de apoio estão localizadas no nível inferior da casa, com um corredor que liga as áreas de serviço e íntima. A casa utiliza pouca diversidade de materiais, mas com formas sólidas, larguras e alturas que variam junto com a luminosidade, paisagens, enquadramentos e perspectivas do local. A área interna possui portas e painéis em madeira com acabamento envelhecido fosco, o que garante um ar de sobriedade e elegância ao projeto. Os quartos e

Museu de Congonhas: um desafio emocionante

Nossa proposta para o Museu de Congonhas, localizado junto ao Santuário Bom Jesus de Matozinhos, foi a vencedora do Concurso promovido pela Unesco em junho de 2005. O Projeto compõe-se de espaços para exposições de arte sacra, Centro de Estudos da Pedra e Centro de Referência do Barroco. A realização do concurso é resultado de um trabalho conjunto do Ministério da Cultura e da Prefeitura de Congonhas, com o intuito de criar um centro que possa reunir arte, história, tecnologia e fé. O conjunto arquitetônico do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, “a Bíblia de pedra sabão” na leitura do poeta Oswald de Andrade, nos convidou a buscar, em nossa proposta, solução para três questões fundamentais

Valorização urbanística e arquitetônica da área central de Araxá, em Minas Gerais

Araxá, terra de Dona Beja, situa-se no planalto do Alto Paranaíba. A palavra Araxá vem da linguagem Tupi e significa “lugar onde primeiro se avista o sol”. O nome foi atribuído aos índios Arachás, procedentes da Tribodos Cataguás, antigos habitantes do lugar. Araxá é uma cidade hospitaleira e tem como cartão de visitas a Estância do Barreiro, um belíssimo complexo termal. A mineração, a agropecuária e o turismo são as nossas principais fontes de renda. A idéia-força do projeto é o fortalecimento do eixo da Avenida Antônio Carlos: a criação da passarela central remete ao entorno, destacando as visadas que ainda guardam a memória da cidade. Esse percurso culmina na Praça Coronel Adolpho, resga

Siga-nos
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
Arquivo
Procure por tags

Av. Álvares Cabral, 414 - Centro - Belo Horizonte - 30170-001 - MG - Brasil - Tel: 55 31 3218 2400
Rua Major Sertório 92, 7º andar - Vila Buarque - São Paulo - 01046-030 - SP - Tel: 55 11 3129 9025

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon